A Apple vai lançar um iPhone Dobrável?

A Apple vai lançar um iPhone Dobrável?

Com o crescimento do mercado dos smartphones dobráveis, um dispositivo da Apple com essas características é aguardado pelos fãs da marca e da tecnologia. 

 

Os rumores do “iPhone Foldable” já circulam entre os lançamentos mais esperados dos próximos anos! Algumas patentes já confirmaram que a Apple está a trabalhar num aparelho com conceito Dobrável. Contudo, a empresa nunca revelou detalhes oficiais sobre o desenvolvimento do produto.

Com base em registos em órgãos oficiais e rumores da indústria, separámos o que podemos esperar sobre o iPhone Dobrável, bem como, quando o dispositivo pode chegar ao mercado.

 

iPhone Fold, iPhone Flip ou iPhone Duo?

O formato que a Apple adotará para o dispositivo Dobrável é um dos primeiros mistérios. No final de 2020, os rumores apontavam para o desenvolvimento de protótipos com dois designs diferentes.

Uma das patentes mostrava um modelo com tela dupla no estilo Fold, como o Samsung Galaxy Z Fold 3. Contudo, a marca estaria disposta a lançar um aparelho durável com visual Flip, semelhante ao Galaxy Z Flip 3.

Ainda em 2020, o leaker Jon Prosser sugeriu que o dispositivo da Apple não seria um desdobrável estilo fold com tela única. No caso, a fabricante poderia lançar um celular com dois painéis separados por uma dobradiça, como faz a Microsoft com o Surface Duo.

Embora os displays fossem independentes, tudo funcionaria como uma tela contínua ao abrir o dispositivo. Essa seria a solução encontrada para evitar vincos e outros problemas de dobras dos painéis flexíveis.

 

Possíveis dimensões e telas do iPhone dobrável

O famoso analista da Apple, Ming-Chi Kuo citou em alguns relatórios que o iPhone desdobrável poderia ter tela interna de 8 polegadas. Um indicativo de que o dispositivo teria formato semelhante ao Galaxy Z Fold 3, cujo display possui 7,6 polegadas. Independentemente do formato fold ou flip, fontes da indústria relataram que a Maçã está seguindo de perto a evolução dos displays OLED flexíveis.

Informações recentes revelaram que a empresa estaria trabalhando e testando vários protótipos de modelos com telas desdobráveis. Supostamente, esses dispositivos teriam amostras de painéis enviados pelas duas companhias sul-coreanas.

Por outro lado, relatórios anteriores apontavam que a Apple já teria escolhido usar uma tela OLED flexível da LG Display de 7,5 polegadas. Algo que manteria um tamanho aceitável para um dispositivo dobrável que visa ser um tablet compacto quando aberto.

Caso a marca opte por uma versão Fold, a integração entre os sistemas operacionais iOS e iPadOS é um dos recursos aguardados. Dessa maneira, os usuários poderiam ter os recursos multitarefas do iPad que não estão disponíveis nos iPhones atuais.

Apresentando uma tela maior, a versão dobrável do iPhone também pode ter suporte à Apple Pencil. Olhando para a concorrência, a Samsung oferece um recurso semelhante para os donos do Galaxy Z Fold 3.

Possíveis recursos do iPhone dobrável

O iPhone dobrável pode ser lançado com uma versão atualizada do chip proprietário M1 da Apple. Desde o lançamento do processador em 2020, têm sido recebidos diversos elogios a respeito do desempenho mobile.

Em relação às câmeras, é esperado que a Apple arrisque mais e adicione sensores equivalentes às versões Pro Max do iPhone. Isso porque, em geral, os dispositivos dobráveis costumam entregar câmeras medianas.

Caso a marca opte por uma versão Fold, a integração entre os sistemas operacionais iOS e iPadOS é um dos recursos aguardados. Dessa maneira, os usuários poderiam ter os recursos multitarefas do iPad que não estão disponíveis nos iPhones atuais.

Apresentando uma tela maior, a versão dobrável do iPhone também pode ter suporte à Apple Pencil. Olhando para a concorrência, a Samsung oferece um recurso semelhante para os donos do Galaxy Z Fold 3.

Quando o iPhone dobrável será lançado?

Em setembro de 2021, o analista Ming-Chi Kuo afirmou que o iPhone dobrável não chegará ao mercado antes de 2024. Mark Gurman, jornalista da Bloomberg, também aposta que o dispositivo está a cerca de dois a três anos da estreia.

Apesar da desconfiança no mercado, a Apple poderia encomendar a produção de 15 a 20 milhões de unidades do modelo apenas no primeiro ano. Além disso, rumores apontam que o aparelho viria a se tornar um substituto do iPad Mini.

De toda forma, seguindo o padrão de preços da Apple, e de outros modelos da categoria, os dispositivos devem chegar às lojas por valores facilmente acima dos Mil Dólares (USD). Algo que pode ser uma barreira para alguns consumidores, mas não para os fãs da marca, e deste modelo de smartphone.

 

O que será que a Apple tem preparado para os seus fãs?

 

Fonte: Canal Tech

Artigo anterior Como ver a saúde bateria do teu iPhone?

Deixe o seu comentário

Os comentários têm de ser aprovados antes de serem publicados

* Campos obrigatórios