Sustentabilidade está na moda? Fast Fashion Green Washing

A Sustentabilidade Está na Moda?

A Sustentabilidade está na moda. E no que diz respeito ao consumo, esta é uma questão cada vez mais valorizada. Organizações e consumidores começaram a adotar hábitos de consumo orientados para a redução do impacto negativo da produção aos níveis ambiental e social. 

No entanto, esta nova forma de encarar o consumo tem-se revelado uma faca de dois gumes. Se por um lado se alcançaram verdadeiros progressos no sentido de tornar as indústrias sustentáveis, por outro há quem se aproveite das circunstâncias para criar nos consumidores uma falsa sensação de consciência ética e ambiental.

A Greenwashing surge como uma estratégia de promoção de anúncios, campanhas e discursos eco-friendly que, na realidade, não o são. Neste sentido é importante estar alerta para o facto de que, no que diz respeito ao marketing das organizações, é muitas vezes fácil ser induzido em erro. 

Posto isto, há que reconhecer o mérito dos verdadeiros progressos alcançados na promoção de um presente e dum futuro mais verdes. Nomeadamente, no que diz respeito à Indústria da Moda, é cada vez mais comum a aposta em alternativas conscientes. A fast-fashion começa a dar o seu lugar à preferência por lojas vintage e em 2.ª mão, bem como a processos produtivos amigos do ambiente. Mas será que a Sustentabilidade está na Moda?

A indústria da Moda continua a ser uma entre as mais poluentes a nível mundial. Estima-se que a quantidade emitida de gases com efeito de estufa ultrapasse o total com voos internacionais e navegações marítimas. É também responsável pelo excesso de utilização de químicos e pesticidas, e, no que toca à produção de resíduos, é causadora de 20% das águas residuais mundiais.

Anualmente são produzidas mais de 100 mil milhões de peças. E, em Portugal, são deitadas para o lixo cerca de 200 mil toneladas de roupa todos os anos. Este é um ritmo inconcebível, e a longo prazo será catastrófico. Está na hora de mudar! A reversão desta tendência depende da adoção de novos hábitos e as alternativas são inúmeras. Eis o que cada um pode fazer pela Moda e pelo planeta: 

Reduzir o consumo neste momento é uma prioridade. Na hora de comprar, é muito importante saber distinguir o que é realmente necessário. Menos é mais. Por este motivo deve optar-se por peças de maior qualidade, que durem mais tempo. 

Apoiar marcas éticas

Um enorme passo para a Moda Sustentável. São cada vez mais as marcas que se propõem a cumprir não só os princípios éticos de respeito à comunidade, como a reduzir ao máximo o impacto ambiental na produção. Uma sugestão é optar por marcas pequenas, que além de priorizarem as relações com fornecedores e a mão-de-obra local, não recorrem a processos e materiais com impacto negativo.

Armário Cápsula

Na sequência da redução do consumo surge um conceito muito prático e útil. A adoção de um Armário Cápsula consiste na seleção de um reduzido número de peças intemporais e facilmente conjugáveis entre si. Desta forma, evita-se o desperdício e acabam-se as horas de frustração frente ao roupeiro sem saber o que vestir. 

Doar/Vender

Para a roupa que está parada e que ainda se encontra em ótimas condições. São cada vez mais as organizações e lojas interessadas em recolhê-la para dar-lhe um novo lar. 

Reaproveitar

É possível tirar proveito das roupas antigas e transformá-las. Na Internet encontram-se imensas dicas de como fazê-lo, e mesmo para quem não tem um talento natural existe sempre a possibilidade de recorrer a ateliers de costura. Desde bordar, cortar, pintar, tingir o difícil será escolher.

Se as peças ainda têm vida, há que prolongá-la - porque a Sustentabilidade é uma tendência que nunca sai de moda. 

 

Autor: Inês Ponciano

Revisto por: André Castro

Sobre o Autor:

Juntei-me à Forall Family como Shaper em março de 2020. Desde então tenho vindo a envolver-me em diferentes projetos que me permitiram desenvolver novas competências. Em Setembro do mesmo ano juntei-me ao projeto da Worldo, como membro do departamento de Marketing & Social Media. Adoro comunicar e explorar temas relacionados com a Sustentabilidade. 

Artigo anterior A Forall está em todas as capitais de distrito!
Próximo artigo A Forall é 5 Estrelas pela segunda vez consecutiva!

Deixe o seu comentário

Os comentários têm de ser aprovados antes de serem publicados

* Campos obrigatórios